19th IMPA General Meeting
Mais uma vez a presença neste fórum de discussão e aprendizagem, se pautou por um elevado sucesso e sensação de missão cumprida, por parte dos pilotos que tiveram oportunidade de se deslocar a este evento.
Ao nível dos conhecimentos tecnológicos, os mesmos chegam-nos não só através dos equipamentos colocados pela indústria à disposição dos pilotos, mas também através de procedimentos desenvolvi-dos pelas organizações de pilotagem mais evoluídas, permitindo melhorar ainda mais o nível de serviços prestados pela pilotagem em Portugal.
Assim teremos de destacar as preocupações ambientais, e o contributo que os pilotos poderão ter para a redução da emissão de gases nocivos para a atmosfera, as preocupações relativas ao excesso de informação tecnológica à disposição dos pilotos, onde deverá ser feita uma filtragem do essencial e do supérfluo, que poderá conduzir a incidentes, assuntos relativos à segurança dos pilotos nas transfe-rências para bordo, temas de carácter mais técnico, relacionamento dos pilotos com o Port State Control, bem como a modernização dos serviços de pilotagem
Esta conferência permitiu-nos estreitar os nossos contactos e ofereceu um vasto leque de temas de debate de grande importância a que só poderemos aceder através dos contactos com estes fóruns.
Os acordos de cooperação são um excelente modo de divulgação dos portos no exterior, visto que nas organizações de maiores dimensões os mesmos são vastamente publicitados
No que diz respeito à sessão ambiental podemos verificar que apesar de alguns portos já se encontra-rem certificados na área do ambiente, a pilotagem seguindo o exemplo dos nossos colegas ainda poderá contribuir um pouco mais.
Numa altura em que alguns portos se encontram em fase de aquisição de um PPU, a sessão relativa a este tema veio confirmar a nossa opinião sobre o assunto, apesar de ser um excelente meio para aumentar a segurança e eficiência, é mais uma ferramenta à nossa disposição, e não um equipamento crítico sem o qual não se poderia executar determinada manobra.
No que diz respeito à e-Navigation, estamos a anos-luz do que se passa, e a realidade está aí pelo que é fundamental actualizar os nossos conhecimentos, neste momento a maior parte dos pilotos nem sequer tem certificação ECDIS, quanto mais conhecimentos nas novas tecnologias nesta área.  
No que diz respeito às questões técnicas são um problema global e que tanto nos afectam, nomeada-mente as questões relativas ao embarque e desembarque dos pilotos, com navios de bordos livres elevados, portas de embarque no costado, verdugos salientes etc., seria importante a participação activa do IPTM (ou inclusivamente incluindo pilotos tal como fazem outros países) nas reuniões da IMO.
A modernização da pilotagem é fundamental especialmente com os problemas do enquadramento legal, em que os mais atentos podem verificar a vastidão desta área e a proliferação de diversos diplomas que contemplam um só assunto, ou diplomas que abordando um assunto, como por exem-plo o DL 384/99, de 23 de Setembro – Tripulação do Navio e Acontecimentos de Mar tem pelo “meio” a responsabilidade do piloto, quando existe um diploma que regula o Serviço Público de Pilo-tagem. Numa altura em que se encontra eminente a publicação da nova “lei dos portos” esperamos um melhor enquadramento e teremos de nos adaptar a ele.
Melhor ainda será desenvolver um programa de formação, fazendo com que possamos aumentar as nossas capacidades, e tomar contacto com outras realidades evitando assim a necessidade de tomar contacto com os aspectos legais, que tanto nos poderão prejudicar a nós enquanto indivíduos e aos próprios portos enquanto entidades empregadoras.
Também deverão ser mantidas as deslocações aos fóruns da EMPA e IMPA no mínimo, pois não há dúvida que são o melhor modo de nos mantermos actualizados em termos de conhecimentos, permitindo que a pilotagem mantenha os elevados níveis de eficiência.

O Relatório encontra-se disponível para download na área reservada.



© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA