Porto de Leixões cresce 85% na carga 'ro-ro' mas mantém quebra (-8,7%) nos contentores

Depois de um crescimento de 85% no movimento de carga ‘ro-ro’, o Porto de Leixões passou a ser o líder nacional no tráfego em questão, algo que Brogueira Dias, presidente da APDL, justifica com a "aposta da Cobelfret neste porto que, no início de Outubro, arrancou com a terceira escala semanal para o Norte da Europa”.

De resto, a nível global o Porto de Leixões registou um crescimento de 4,1% até ao mês de Setembro, tendo movimentado um total de 13,7 milhões de toneladas de mercadorias. A evolução foi positiva nos granéis líquidos (+7,1%), na carga fracionada (+11,9%), no ro-ro (+85%) e nos granéis sólidos (+14,8%).

Por outro lado, e devido à redução significativa das exportações para Angola, verificou-se uma quebra na carga contentorizada (-8,7%).
Também o movimento de contentores em dimensão (TEU) e em número registaram quebras de 6,2% e 7,1%, respetivamente.

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA