APDL assume gestão da Via Navegável do Douro

O Conselho de Ministros aprovou um diploma que transfere para a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) a gestão da via navegável do rio Douro.

"É transferida para a APDL, Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, S.A., a jurisdição portuária direta nas zonas marítimas, fluvio marítimas e terrestres necessárias à exploração da via navegável do rio Douro, cuja gestão foi transitoriamente cometida ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes", refere comunicado do conselho de ministros.

A Administração dos Portos do Douro e Leixões passou a denominar-se, no início do ano, Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), na sequência da fusão por incorporação dos Portos de Viana.

O processo de fusão, "que decorreu num ambiente laboral e profissional de grande tranquilidade", permite vantagens como a criação de sinergias e a racionalização dos recursos técnicos, humanos e financeiros, referia o documento.

Questionada então pela agência Lusa sobre a possibilidade de esta racionalização de recursos humanos poder significar despedimentos, fonte oficial da APDL garantiu que "não houve despedimentos nem vai haver" resultantes desta fusão.

A implementação de uma gestão complementar dos dois portos, que potencia "a melhoria da eficiência da gestão com o melhor aproveitamento dos meios disponíveis" é outro dos aspetos positivos salientados.

O aumento da operacionalidade, a redução dos custos administrativos e o acréscimo da capacidade negocial junto dos fornecedores e instituições financeiras são outras das vantagens enunciadas.

A APDL mantém o mesmo Conselho de Administração, sendo a estratégia para a gestão desta nova empresa focalizada "na definição de um novo modelo de negócio e desenvolvimento de exploração da atividade do Porto de Viana do Castelo, no sentido de este beneficiar das sinergias dos elevados conhecimentos e competências técnicas nas áreas operacionais, administrativas e de gestão já aplicadas no Porto de Leixões".

Cargonews online

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA