Porto de Aveiro tem condições e meios para continuar a crescer
O Porto de Aveiro termina o ano em alta. O recorde de movimentação de mercadorias foi batido ainda em Novembro mas a administração acredita que há margem para continuar a crescer.

O movimento de mercadorias registado nos sete principais portos do Continente, entre Janeiro e Novembro deste ano, atingiu um volume de 75,35 milhões de toneladas. Trata-se do valor mais elevado de sempre o que confirma 2014 como ano de máximos históricos.

Este crescimento do movimento da carga deveu-se aos portos de Setúbal e de Aveiro, com subidas, respetivamente, de 18,2% e de 15,7%, nos onze meses do ano até agora completos.

Rui Paiva, da administração portuária de Aveiro, diz que há margem para continuar a crescer até chegar às 5 milhões de toneladas.

“Ainda não atingiu o limite. A capacidade para crescer e evoluir no volume de carga existe. Temos condições e meios para continuar a crescer até superar as 5 milhões de toneladas”.

Os portos de Leixões, de Sines e da Figueira da Foz também registaram variações positivas, embora de menor expressão, respetivamente, de 1,7%, de 1,5% e de 0,7%.

Em sentido contrário, posicionaram-se os portos de Lisboa e de Viana do Castelo, com quebras de 3,1% e de 9,6%.

NL APP

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA