Aveiro quer romper “monopólio” da movimentação de contentores

 
O presidente da Administração do Porto de Aveiro, José Luís Cacho, espera que, com a entrada de novos operadores portuários, o Porto de Aveiro esteja a movimentar contentores dentro de um ano.
 
Em declarações à “Lusa”, José Luís Cacho considera que a situação de "quase monopólio" no negócio da movimentação de cargas contentorizadas tem prejudicado a execução do Plano Estratégico do Porto de Aveiro, cujas infra-estruturas foram concebidas tendo em conta aquele objetivo.
 
Com as obras realizadas na última década, Aveiro passou a dispor de um cais de 450 metros, com 13 hectares de terraplenos, com um potencial de expansão em 500 metros e 38 hectares, mas "não tem havido interesse" dos operadores portuários instalados em operar contentores.
 
Enquanto isso, pequenas empresas exportadoras da região queixam-se dos elevados custos de terem de exportar através de Leixões, com um porto "ao pé da porta", referiu.
 
José Luis Cacho atribui o facto de Aveiro ainda não estar a movimentar contentores a vários factores, entre os quais o negócio dos contentores ser "um pouco fechado e ter uma cadeia de intervenientes em que não é fácil mudar os hábitos" porque os operadores portuários que estão em Aveiro operam as mesmas cargas em Leixões e Lisboa.
 
"Há aqui um problema de quase monopólio na movimentação dos contentores, desde Leixões a Setúbal, e isso tem prejudicado um pouco essa nossa estratégia, mas vão entrar novos operadores na movimentação de carga no Porto de Aveiro, que têm  manifestado esse interesse", adianta José Luís Cacho.
 
Aveiro dispõe de "uma infraestrutura nova, com qualidade, que reúne todas as condições" e na perspectiva do presidente da APA não invalida as apostas feitas por Leixões: "começando Aveiro a fazer contentores não quer dizer que se deixem de fazer em Leixões e noutros portos. O que é importante é haver mais alternativas, o que cria concorrência no mercado dos contentores, permitindo baixar os custos da operação portuária, com ganhos para todos".
 
 T&N

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA