Liscont fica com terminal de contentores de Alcântara até 2042
O Tribunal Constitucional confirmou que a revogação da prorrogação da concessão da Liscont no Terminal de Alcântara é inconstitucional, dando assim razão à Mota-Engil no caso do contrato de prolongamento da concessão da Liscont no terminal de contentores de Alcântara.

"Esta decisão vem repor o contrato como se encontrava antes, com a sua validade total", referiu Gonçalo Moura Martins, presidente executivo do grupo. "Traz tranquilidade legal, mas também ao nível do entendimento entre concedente e concessionário", acrescentou.

Desta forma, a Liscont fica com o terminal de Alcântara até 2042, mais 27 anos do que o até aqui estipulado (contrato acabava em 2015).
A Liscont está mesmo interessada em investir no terminal.

Cargonews online

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA