Movimento de mercadorias nos portos aumentou 24,6% no 3.º trimestre de 2013
O movimento de mercadorias nos portos cresceu 24,6% no terceiro trimestre de 2013, apontando aceleração face ao aumento de 14,1% verificado no trimestre abril-junho, indicam números do Instituto Nacional de Estatística (INE) publicados esta quinta-feira.

O movimento de mercadorias atingiu 20,9 milhões de toneladas, traduzindo um acréscimo de 24,6%, que reforçou a tendência ascendente iniciada nos trimestres anteriores (+3,1% no 1º T 2013 e +14,1% no 2º T 2013). «Esta variação positiva surge na sequência de um decréscimo de 6,1% na atividade portuária observada no 3º trimestre de 2012, em que se registou a contração mais acentuada numa sequência de 15 trimestres consecutivos», detalha o relatório ‘Atividade dos Tranportes – 3ºTrimestre 2013’.

No trimestre considerado, o número de embarcações entradas nos portos nacionais aumentou 7,5% (+3,3% no 2ºT 2013), correspondendo a 3 776 navios (3 062 embarcações de mercadorias e 714 embarcações de passageiros). «Este aumento foi acompanhado de um acréscimo mais expressivo na arqueação bruta total (+21,8%), em resultado da entrada de navios de maior dimensão», explica a fonte.

No período julho-setembro, o porto de Sines movimentou 9,5 milhões de toneladas de mercadorias (45,3% do movimento total), mais 39,8% que no trimestre homólogo de 2012. Evolução positiva verificou-se igualmente nos portos de Leixões (+12,2%) e Lisboa (+7,1%), que movimentaram 4,4 e 2,6 milhões de toneladas, respetivamente.

Setúbal, com um crescimento de 33,3% e um total de 1,8 milhões de toneladas movimentadas, reforçou a tendência de recuperação iniciada no trimestre anterior (+7,9% no 2º T 2013), após quatro trimestres com variações negativas. Aveiro e Figueira da Foz mantiveram desempenhos positivos, com acréscimos de 22,7% e 42,9% no total de carga movimentada.

Ainda, segundo o documento do INE, o tráfego internacional de mercadorias atingiu 17,5 milhões de toneladas no 3º trimestre de 2013 (83,8% do movimento total), refletindo uma variação positiva de 27,6% (+15,6% no 2º T de 2013).

Entre os principais portos, quanto ao movimento internacional, destacou-se o crescimento observado em Sines (+43,8%), sendo ainda de referir os acréscimos em Leixões (+8,2%) e Lisboa (+10,1%). Em Setúbal, o quarto porto mais relevante, destacou-se o crescimento de 40,4% no movimento internacional de mercadorias.

NL APP

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA