Porto de Setúbal tem potencial para movimentar até 2,5M de TEU´s
O Porto de Setúbal tem uma capacidade potencial para movimentar até 2,5 milhões de TEU´s, através da expansão do atual terminal de contentores, referiu em entrevista à Transportes em Revista o presidente da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS), Vitor Caldeirinha. Recorde-se que o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, tinha declarado durante a apresentação do plano estratégico do porto de Lisboa, que devido à construção do novo terminal da Trafaria o atual terminal de contentores de Santa Apolónia seria deslocalizado para Setúbal. Questionado sobre se o porto sadino teria capacidade para receber a carga movimentada neste terminal, Vitor Caldeirinha referiu que «o porto de Setúbal tem uma grande capacidade de expansão em quase todas as valências. Nos contentores, e falando no âmbito do short sea, o potencial é muito grande. Se deslocalizarmos o atual terminal Ro-Ro para outra zona (e existe essa possibilidade) e procedermos à extensão do atual terminal, podemos ter um cais com cerca de 4 quilómetros. No total, com os devidos investimentos, que incluem novos equipamentos, há capacidade para movimentar até 2,5 milhões de TEU´s».
Nets entrevista, que irá sair no próximo número da Transportes em Revista, edição de carga e mercadorias, Vitor Caldeirinha falou ainda sobre a junção dos portos de Lisboa e Setúbal, das relações entre porto e a cidade, dos planos existentes para melhorar os acessos marítimos e ferroviários, assim como dos objetivos da APSS em criar um “Hub” de transhipment para o Ro/Ro e em se afirmar como polo logístico portuário de short sea na região.

Transportes em Revista

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA