Exportações a partir do porto de Viana devem crescer entre 8 a 10% neste ano
O porto de Viana do Castelo deverá registar, no final de 2012, um crescimento nas exportações entre os 8 e os 10%, o que significará o segundo ano consecutivo de crescimento de carga para exportação nesta infra-estrutura portuária. Recorde-se que em 2011 o porto movimentou meio milhão de toneladas, com 55% para exportação.
"Termos, de novo, mais exportações do que importações, mantendo sensivelmente os valores do ano passado, é um dado histórico, nunca tinha acontecido", referiu Vasco Cameira, da Administração do Porto de Viana do Castelo, à Lusa.
"Deveremos registar ainda um crescimento na ordem dos 8 a 10% em relação ao ano anterior", acrescentou Vasco Cameira, num evento de promoção daquela infraestrutura em Vila Nova de Cerveira, com empresários da região.
O aumento das exportações de aerogeradores por parte da multinacional alemã Enercon e de papel canelado da Europac, ambas instaladas no concelho de Viana do Castelo, voltam a explicar o crescimento do movimento e da saída de carga.
O administrador sublinhou ainda que "um dos pontos fortes" daquele porto tem sido a "paz social", apesar das greves dos estivadores em vários pontos do país: "Na informação que sai na imprensa o porto de Viana parece que não existe, mas o país é um todo e o sistema portuário também. Quando se diz que não há greve em Sines e em Leixões, deve dizer-se que também não há em Viana".
"Queremos penetrar mais no mercado dos contentores. É difícil, porque temos muita concorrência, mas não é impossível, já que o que temos ainda é pouco", realçou ainda o responsável.

Cargonews on line

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA