Porto de Sines dispara nas exportações
O Porto de Sines fechou o 3º trimestre de 2012 com um crescimento homólogo de 27% ao nível das exportações, reflectindo uma vez mais o contributo e importância desta infra-estrutura na dinâmica das exportações nacionais.
O principal destino das exportações movimentadas pelo Porto de Sines continua a ser a União Europeia, que registou um crescimento global de 110% e teve como principais países destino a França, Itália e Bélgica. O continente Americano assumiu a segunda posição de destino das exportações portuguesas, com especial destaque para os Estados Unidos e o Brasil, cujo crescimento superou os 95%. O mercado asiático foi o terceiro destino das exportações, com a China a ser o principal importador das nossas exportações naquela região.
Distinguiram-se como principais produtos exportados, na carga contentorizada, as pedras ornamentais (mármores), papel, produtos químicos de base, produtos hortícolas e frutícolas, maquinarias e plásticos.
Nos graneis líquidos, os combustíveis para as máquinas marítimas e as gasolinas para os automóveis registaram os principais indicadores de crescimento nas exportações, com destinos finais principais a serem os Estados Unidos e Gibraltar.
O Porto de Sines inicia assim o quarto trimestre do ano com um total de carga movimentada acumulada de 21,3 milhões de toneladas, o que representa um crescimento homólogo de 11%. No segmento dos contentores, encerra-se o trimestre com um movimento total acumulado de 392.135 TEU, que representa uma variação homóloga de 17% e permite perspectivar o crescimento sustentado deste segmento até ao final do ano.
Em termos de navios verifica-se um aumento de 11% no porte bruto dos navios operados em Sines, o que permite tirar partido da vocação natural do Porto de Sines para recepção e operação dos principais megacarriers mundiais.

Site APS

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA