Porto de Aveiro teve 1,5 milhões de euros de lucros em 2011
A Administração do Porto de Aveiro (APA, S.A.) registou um aumento dos lucros no ano passado, encerrando o ano com um resultado líquido positivo de 1,5 milhões de euros, mais do dobro do ano anterior.

O valor divulgado esta terça-feira consta das contas aprovadas pela assembleia-geral da APA e representa um aumento de 829 mil euros face a 2010.

O Presidente do Conselho de Administração da APA, José Luís Cacho, atribuiu esta evolução positiva à redução dos custos fixos da empresa.

O responsável considerou ainda “salutar” o bom desempenho alcançado pela APA, tanto mais que o mesmo foi conseguido num ano em que houve uma diminuição de mais de 400 mil toneladas no volume de mercadorias movimentadas no Porto de Aveiro.

“Apesar de termos tido problemas com a quebra do movimento em relação a 2010, temos tido resultados operacionais positivos e temos vindo a melhorar significativamente a performance da empresa”, disse à Lusa José Luís Cacho.

O presidente da APA afirmou ainda acreditar que os lucros da empresa poderão continuar a crescer este ano.

“Se o movimento portuário subir, e há sinais que podem indicar isso, os resultados poderão ser ainda melhores”, adiantou o responsável.

José Luís Cacho justificou a redução no movimento de mercadorias em 2011 no Porto de Aveiro com os problemas relacionados com a estiva.

“A Empresa de Trabalho Portuário entrou em processo de insolvência e de certa forma isso contribui para alguma quebra de movimento no porto”, referiu.

Quanto ao orçamento e plano de investimentos para 2012, também aprovados na última assembleia-geral da APA, destaca-se a continuidade da obra de melhoria do acesso marítimo ao porto.

“Esta obra que arrancou no início deste ano deverá estar concluída no primeiro semestre de 2012 e conduzirá a um aumento da dimensão dos navios que passarão a escalar o porto e a um reforço das condições de segurança na realização de manobras de entrada e saída dos mesmos”, disse Luís Cacho.

O presidente da APA destacou ainda um conjunto de investimentos que serão feitos dentro da zona portuária, nomeadamente em infra-estruturas da zona logística.

“Trata-se de investimentos que vão melhorar a relação da transferência de cargas do modo marítimo para o modo ferroviário e rodoviário e tornar o porto mais competitivo a nível de infra-estruturas terrestres”, adiantou.

NL APP

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA