Sines apto a receber navios de 18 000 TEU
No final de Novembro, o Terminal XXI de Sines terá acessos marítimos com fundos de -17,5 metros, confirmou Lídia Sequeira.
Nessa altura, acrescentou a presidente da administração portuária, o terminal de contentores de Sines ficará capaz de receber, sem restrições, os navios de 18 000 TEU, os Triple-E, que a Maersk tem encomendados.
“Igual a Sines, na Europa, só teremos Roterdão”, reforçou aquela dirigente, que salientou ainda o facto de, desde Julho, o porto alentejano ser também “líder nacional na movimentação de contentores”.
A melhoria das acessibilidades marítimas do Terminal XXI é o resultado de um investimento de 40 milhões de euros que a APS está a fazer “sem recurso ao Orçamento de Estado nem a financiamento bancário”, enfatizou. Além do aumento dos fundos para -17,5 metros, está em curso o prolongamento do molhe de protecção ao terminal. Ambas as obras já contemplam a expansão prevista do terminal de contentores até ao máximo da sua capacidade.
A par destas melhorias, o porto de Sines está também a trabalhar na evolução da Janela Única Portuária para a Janela Única Logística. O projecto envolve a administração portuária, a PSA Sines, a MSC e a CP Carga.
A presidente do porto acredita nos importantes ganhos para toda a cadeia que resultarão da integração da operadora ferroviária pública no sistema, razão por que, afirmou, a APS estará até disponível para assegurar as necessidades de investimento da CP Carga neste domínio.
O projecto poderá ser depois replicado noutros portos nacionais e mesmo exportado, sublinhou ainda Lídia Sequeira, que marcou presença no congresso da APAT, em Tróia.

NL APP 282

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA