Estudo conclui que atividades do porto de Setúbal representam 10,7 mil milhões euros
Um estudo promovido pela APSS sobre o impacto económico do porto de Setúbal na região e no país, mostra que os efeitos totais, diretos, indiretos e induzidos, das atividades do porto na economia são de 10,7 mil milhões de euros de volume de negócios, ou seja 3,3% da região da Grande Lisboa e de 2,3 mil milhões de euros de Valor Acrescentado Bruto (VAB), ou seja 1,57% do VAB nacional e 5% do VAB da Grande Lisboa, correspondendo à criação de 33,3 mil postos de trabalho.

Isto mostra que o porto de Setúbal tem um impacto anual total na economia que é 577 vezes a dimensão do volume de negócios da APSS – Administração dos Porto de Setúbal e Sesimbra, e um impacto anual no VAB (com efeitos no PIB) do País que é 384 vezes o investimento público médio anual realizado no porto nos últimos 10 anos.

Os efeitos diretos do Porto de Setúbal contribuíram com um volume de negócios de 3,9 mil milhões de euros, VAB de 744 milhões de euros, emprego directo criado estimado em 8.300 postos de trabalho e remunerações brutas às famílias de 227 milhões de euros. Por outro lado, os efeitos indiretos e induzidos totais do Porto de Setúbal contribuíram com um volume de negócios de 6,8 mil milhões de euros, VAB de 1,6 mil milhões de euros e a criação de 25 mil postos de trabalho, a que correspondem remunerações de 492 milhões de euros.

O estudo foi realizado pelo CEGE – Centro de Estudos de Gestão do Instituto Superior de Economia e Gestão, da Universidade Técnica de Lisboa, e teve por objetivo analisar o impacto das atividades desenvolvidas no Porto de Setúbal numa perspectiva económica, sendo realizado com base numa metodologia definida pelo Bureau of Transport Economics da Austrália, uma entidade independente.

Cargo news 988

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA