Obras do porto de Sines suscitam o interesse de empresários chineses
As obras projetadas para o porto de Sines estão a suscitar "grande interesse" na China, disse Luís Sáragga Leal, sócio-fundador da Sociedade de Advogados PLMJ, num primeiro balanço de dez dias de contactos com dezenas de empresas chinesas em Pequim.
"Falou-se muito de Sines", realçou Luís Sáragga Leal à Agência Lusa em Pequim. "Há um forte interesse pelo novo terminal e pelo parque logístico já projetados pela Administração do porto de Sines", acrescentou.
Luís Sáragga Leal escusou identificar as empresas ou grupos "interessados", indicando apenas que há pelo menos dois, ambos estatais. "As empresas chinesas têm linhas de crédito imbatíveis", salientou.
O responsável da PLMJ iniciou no dia 28 de Fevereiro uma campanha de promoção de oportunidades de investimento em Portugal e nos países da CPLP, associada à Dacheng, uma das maiores sociedades de advogados da China, com cerca de 1900 profissionais.
"O nosso espaço é basicamente a lusofonia e entre todos os grandes países que se relacionam com a lusofonia, o que nos aparece com maior pujança é a China", explicou.
O sócio-fundador da PLMJ reuniu com responsáveis de "mais de dez empresas que já investiram ou têm projetos de investimento em Portugal, Angola e Moçambique" em áreas como o petróleo, infraestruturas, minas e telecomunicações.

Cargo news 938

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA