Cavaco Silva defende criação de Ministério do Mar
O candidato presidencial Cavaco Silva defendeu que deve ser novamente criado um Ministério do Mar e ser eliminada a burocracia para aproveitar esse recurso que "tanta riqueza e tantos empregos podia gerar".
 Num almoço-comício em Viana do Castelo, Cavaco Silva, lembrou que quando foi primeiro-ministro criou "o Ministério do Mar, que teve como responsável o saudoso comandante Azevedo Soares, e depois uma pessoa aqui presente, engenheiro Duarte Silva". Penso que devíamos voltar a encarar a possibilidade de criar o Ministério do Mar. Eu ia para além da sugestão que aqui foi feita da secretaria de Estado do Mar", acrescentou o candidato presidencial apoiado pelo PSD, CDS-PP e MEP.
 Cavaco Silva referiu que "hoje os assuntos do mar estão repartidos por vários ministérios", da Defesa, Agricultura, Ciência e Tecnologia e Ministério dos Transportes e Comunicações."A dispersão não é boa conselheira nesta matéria. É preciso uma articulação muito mais forte, mesmo que haja boa vontade ao nível de topo, e ela não se consegue sem colocar os assuntos do mar com uma direção política muito clara e uma direção política que possa fazer valer, em Conselho de Ministros, os interesses da gente do mar e o aproveitamento desta enorme potencialidade que é o mar", considerou.
 Cavaco Silva assinalou que falou do mar como "recurso estratégico" logo no seu discurso de posse como Presidente e disse ter encontrado "imensos aliados" nesta sua "cruzada": autarquias, agentes económicos, "apesar das dificuldades que lhes são criadas", pescadores, sindicatos e universidades."Mas existem decisões que requerem um empenho ao nível do Governo e da Assembleia da República", acrescentou, defendendo que há burocracia a mais que prejudica o investimento neste "setor que tanta riqueza e tantos empregos podia gerar para Portugal".

Cargo news 901

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA