Carrilho da Graça vence concurso do terminal de cruzeiros de Lisboa
O concurso de concepção do novo terminal de cruzeiros de Santa Apolónia, lançado em março pela Administração do Porto de Lisboa (APL), foi vencido pelo arquitecto Carrilho da Graça. A obra custará 25,5 milhões de euros.
Na decisão do júri pesou o facto de se tratar de um "edifício relativamente pequeno, com uma volumetria delicada". O grupo de avaliadores integrou o arquitecto catalão Juan Busquets e o arquitecto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles, entre outros. Após a avaliaçã dos 37 trabalhos concorrentes, exarou em acta a opinião unânime de que a proposta de Carrilho da Graça se traduz "num claro benefício" para a cidade e para o seu porto.
O júri apreciou também a cobertura visitável do terminal, o que converte o edifício numa "nova topografia da cidade, entre a colina de Alfama e o Tejo", salienta a APL, no comunicado em que anuncia o vencedor .
Além de um grande parque verde urbano, que preenche a área envolvente, e estacionamento para cerca de 80 autocarros, a proposta de Carrilho inclui um anfiteatro exterior com vista para o rio e para a cidade. A primeira fase do projecto deverá estar concluída em 2013. Terá uma área total de 7790 metros quadrados, envolve um investimento superior a 25 milhões de euros, pagos pela APL, que promoveu o concurso em parceria com a Câmara de Lisboa e a Ordem dos Arquitectos.
Além do projecto de Carrilho da Graça, o júri destacou, pela qualidade, mais quatro projectos. Receberam menção os gabinetes de Aires Mateus Arquitectos, Guillermo Vazquez Consuegra, ARX Portugal Arquitectos e Zaha Hadid Limited.

Cargo news 786

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA