Porto do Soyo (Angola) tem nova administração
O porto do Soyo passou a dispor de um modelo próprio de governação e gestão em termos de estratégia de funcionamento, após a tomada de posse do novo conselho de administração.
Na ocasião o ministro angolano dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, desafiou "os novos gestores a assumirem um papel mais dinâmico e activo, para o interesse da actividade portuária e da melhoria das condições sociais dos trabalhadores".
O conselho, presidido por Abel Paulo, é integrado pelos administradores executivos Flaviano Ferraz Macanga e António Luís Lemos, enquanto Francisca Lando Yombo e Hortênsio Nunes Gabriel são os administradores não executivos.
O ministro dos Transportes fez ainda a apresentação oficial do novo capitão do porto do Soyo, Henrique da Conceição Pedro.
O porto do Soyo tem em curso um plano de desenvolvimento que inclui a aquisição de equipamentos portuários e a construção de mais 300 metros de cais, a construção de um novo edifício administrativo principal e os portos secos do Nzeto e do Tomboco.
As novas descobertas nos blocos petrolíferos da região, a entrada para breve da produção da fábrica de gás liquefeito “Angola LNG”, o impulso do turismo local, as perspetivas de novos dados sobre o crescimento da indústria das pescas, o comércio e outros, so fatores que potenciam o desenvolvimento do porto do Soyo, que adminstra também o porto do Nóqui, que está igualmente a ser alvo de reabilitação e apetrechamento.

Cargo News 756

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA