APL avalia ligação fluvial à plataforma logística da Castanheira
A APL está a avaliar "os diversos aspectos técnicos e de operação portuária, de forma a dinamizar a actividade de transporte fluvial entre os terminais do porto de Lisboa e a plataforma logística da Castanheira", revela o jornal Público, citando fonte não identificada. A APL prevê que "brevemente possa ter início" o transporte de contentores por barcaça ao longo dos cerca de 40 quilómetros do Tejo que separam Lisboa de Castanheira, garantindo que "estão já asseguradas as condições de navegabilidade".
O estudo técnico-económico agora concluído foi custeado pela Abertis no âmbito de um protocolo que estabeleceu com a APL e a Refer. Visava avaliar as possibilidades de intermodalidade ferroviária/fluvial/rodoviária da PLLN e concluiu que o recurso à via fluvial é viável, podendo exigir a disponibilidade de mais alguns terrenos compreendidos entre os 100 hectares onde a plataforma está a ser construída desde Março de 2008 e o Tejo, a cerca de 300 metros.
Autora do estudo, a Abertis assume, continua o jornal, que vê com grande expectativa esta possibilidade de alargamento da vocação da PLLN, mas julga que "não deve tecer comentários unilaterais sobre um processo ainda em fase de análise pelas entidades competentes".

Cargo news 751

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA