Tempo de espera no porto de Luanda passou de 80 para 10 dias
O ministro angolano dos Transportes, Augusto Tomás, anunciou na semana passada que as novas regras de funcionamento introduzidas no porto de Luanda permitiram que o tempo de espera dos navios, para descarga, passasse de 80 para cerca de 10 dias.
Foram definidas novas regras de actuação para a atracação de navios, transporte de contentores cheios e vazios, monitorização diária do funcionamento portuário, novo modelo de intervenção dos rebocadores e funcionamento da pilotagem, tempos mínimos de descarga e reforço da capacidade dos terminais de carga. Foi igualmente decidida a aquisição de meios e equipamentos que facilitem o transporte de mercadorias para os terminais de segunda linha e para o porto seco.
O ministro acusou alguns armadores de terem subido drasticamente o preço do frete sob pretexto do longo período de espera, citando como exemplo o facto do preço do frete da Europa para Angola custar o dobro do praticado para os portos da região, como Namíbia e África do Sul. Segundo o ministro, com a participação “negativa e passiva” dos armadores, o tempo médio de espera era de três meses, cobrando sobrestadias calculadas entre 15 mil e 20 mil dólares/dia por navio.

Cargo News 594

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA