Presidente do Porto de Aveiro revela plano para «melhorar» operação dos granéis líquidos

O Porto de Aveiro contará com um novo plano estratégico, que estará orientado para a valorização competitiva da infra-estrutura actual - «Estamos a desenvolver a revisão do documento e as linhas mestras que saem incidem, sobretudo, na rentabilização das obras realizadas», revelou o presidente da Administração do Porto de Aveiro (APA), Pedro Braga da Cruz, citado pelo jornal 'Notícias de Aveiro'.

Pedro Braga da Cruz apontou o segmento dos granéis líquidos como uma das áreas a incrementar: «Uma das frentes em que temos que melhorar é nas condições oferecidas para operar os granéis líquidos, na parte mais recente, que tem vindo a ser solicitada para navios maiores do que está capacitada para servir», analisou. Para tal, é necessário «ajustar condições de segurança» consoante o aumento de cargas líquidas, sendo imperativa  a criação de um terceiro posto de acostagem para navios.

«Vamos criar mais dois, para facilitar a ligação por 'pipeline'. Estamos a ser solicitados pelas empresas com parques de reservatórios e de novas que pretendem instalar-se», anunciou o presidente da APA, reforçando a visão da valorização competitiva apoiada em investimentos infra-estruturais, mas não deixando de parte o papel do progresso qualitativo dos serviços prestados, no contexto de uma «maior proximidade com os clientes do porto e com o território envolvente».

O Porto de Aveiro tem a expectativa de receber um significativo retorno por intermédio da ferroviária, com o avanço da variante à linha da Beira Alta (Aveiro - Mangualde), vincou Pedro Braga da Cruz. «Com estas linhas de orientação estamos convencidos que iremos desenvolver uma fase de sucesso nos próximos cinco anos, aproveitando bem as infra-estruturas construídas», rematou o presidente da APA ao jornal 'Notícias de Aveiro'.

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA