NAVIOS DE MAIORES DIMENSÕES CHEGAM A SETÚBAL «ANTES DO VERÃO DE 2018»


Na recepção ao grupo de alunos da ENIDH (entre os quais alguns vindos do Panamá), que estiveram esta segunda-feira no Porto de Setúbal, Lídia Sequeira referiu-se às expectativas que tem para a infra-estrutura portuária sadina, mostrando grande optimismo em relação ao futuro, sobretudo depois das anunciadas dragagens.

«Temos grandes expectativas no Porto de Setúbal, é um Porto que tem grandes condições para se vir a afirmar no futuro», salienta a presidente da APSS, realçando, primeiro que tudo, a capacidade disponível para a instação de grandes indústrias em Setúbal: «Em todos os instrumentos de ordenamento do território está prevista a possibilidade de instalação de grandes indústrias e de zonas de actividades logísticas, como algumas já instaladas».

Lídia Sequeira mostra-se perfeitamente ciente da importância de dotar o Porto de Setúbal de melhores condições, vincando que este é um Porto que «que vai ter que se modernizar, coisa que já está a ser feita, e que vai ter que acolher navios de maiores dimensões» - e aqui destacou os avanços tendo em vista as dragagens em Setúbal, já em discussão na Agência Portuguesa do Ambiente, e que dentro de ano e meio permitirão que Setúbal seja também um Porto capaz de tirar mais benefícios do alargamento do Canal do Panamá, juntando-se ao Porto de Sines.

«Este é um trabalho ao qual temos dado toda a celeridade para que antes do Verão de 2018 tenhamos capacidade para também receber navios Post-Panamax em Setúbal», concluiu Lídia Sequeira.

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA