João Franco: Porto de Sines vai movimentar «perto de 48,5 milhões de toneladas» este ano

Num almoço-convívio com jornalistas, promovido pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), João Franco fez um ponto de situação da actividade da APS e, em particular, da evolução que se tem registado em Sines. E antecipou que a movimentação total no final do ano superará as estimativas.

«Tínhamos uma movimentação prevista de 45 milhões de toneladas para este ano mas vão ser perto de 48,5 milhões», adiantou João Franco depois de um primeiro semestre recorde onde o Porto de Sines alavancou todo um sistema portuário para números recorde.

João Franco lembrou que este tem sido «um crescimento sustentado»  dado que «todos os resultados são sempre melhores que os anteriores», numa evolução constante e numa queda contínua de recordes.

A justificação para tais resultados, segundo João Franco, prende-se com um «mercado que está a crescer» aliado ao facto dos agentes envolvidos no Porto de Sines «mostrarem capacidade para continuar a desenvolver a actividade de forma acentuada».

Nos resultados actuais, João Franco lembra que «o peso dos graneis líquidos é essencial mas menos de metade do total». Já o «terminal de contentores continua a crescer de forma moderada, mas num contexto em que muitos terminais no mercado estão a perder quota». Neste segmento, João Franco salientou o 3º lugar na Península Ibérica (em tonelagem já à frente de Barcelona), o top 20 europeu e o top 100 mundial.

Em queda esteve o Terminal Multipurpose, que João Franco justificou com o facto de estar essencialmente «ligado à importação de carvão, onde o consumo das centrais varia a movimentação do terminal». Já a queda no terminal de gás natural «resulta do decréscimo do consumo».

Em suma, resultados recorde e um primeiro semestre que antecipa um final de ano igualmente recorde. «Há razões para acreditar num futuro muito risonho pela frente», concluiu João Franco.

© APIBARRA 2007 - Todos os direitos reservados   |   Produzido por ETNAGA